fbpx

O que você não sabe sobre o cravo-da-índia e o que pode fazer por sua saúde

Originário da Indonésia, o cravo-da-índia é muito usado para fins culinários, por transferir agradável aroma e sabor às receitas. Mas o pentencial dele vai mais do que isso. O cravo-da-índia é enriquecido em nutrientes e óleos essenciais que são importantes para o corpo.

Benefícios

O cravo-da-índia atua como antisséptico, cicatrizante, antifúngico, antibacteriano, antioxidantes, analgésico e anti-inflamatório, entre outras propiedades.

É recomendado para o tratamento da tosse, gases intestinais, inflamações, dores de dente, bronquite e também para emagrecer. Neste este último caso, o cravo acelera o metabolismo e melhora a digestão, facilitando a perda de gordura.

O eugenol é a substância que dá ao cravo o odor e a maior parte dos seus poderes medicinais. Graças esta sustancia, o cravo tem propriedades antissépticas e anestésicas.

Algumas pesquisas identificaram que o eugenol pode ser uma alternativa natural para tratar cânceres do aparelho digestivo e inflamações nas articulações.

No cravo, também encontramos minerais como ferro, manganês, potássio, selênio e magnésio. Além de fornecer vitaminas como a A, C, K e betacaroteno.

Do cravo se extrai um excelente óleo, que é indicado para unhas fracas, combater micoses de unha e frieira.

O extrato de cravo-da-índia acaba com fungos e traças. Dissolvido em álcool ou água, pode ser usado como aromatizante ambiental. Misturado com água, funciona como antisséptico bucal. O extrato puro serve também para coceiras e picadas de inseto.

Entre outras propiedades do cravo-da-índia, podem ser mencionadas as seguintes:

  • Analgésico e antisséptico

O cravo alivia dores de dente, na gengiva e inflamações de garganta. É também um bom remédio caseiro para infecções, queimaduras e feridas.

  • Circulação

O cravo-da-índia desintoxica e melhora a circulação sanguínea, favorecendo todo o corpo e estimulando a imunidade.

  • Expectorante

O cravo-da-índia age como expectorante e solta o muco presente na garganta e no esôfago. Permitindo que a tosse desapareça.

  • Digestivo

Combate a prisão de ventre e ajuda em casos de náuseas e mal-estar no estômago.

  • Cãibras

O cravo diminui os espasmos musculares e alivia as cãibras.

  • Antisséptico bucal

O cravo é um bom antisséptico, atuando contra bactérias encontradas na boca e no estômago e favorecendo a eliminação do mau hálito. Ele também funciona como um preventivo contra as cáries.

Entre outras propiedades.

CHÁ, ÓLEO E EXTRATO DE CRAVO-DA-ÍNDIA

Para aproveitar os benefícios do cravo, em caso de problemas internos, como inflamações e problemas digestivos, o ideal é que você tome o chá dessa especiaria.

O preparo do chá de cravo é simples.

Você vai usar 1 colher (sopa) de cravos-da-índia e um litro de água. Em um recipiente, coloque a água e os cravos e leve ao fogo. Quando começar a formar as bolhinhas de ebulição, deixe por mais dez minutos e então desligue.

Espere amornar, coe e beba em seguida, no máximo três xícaras por dia. Já o óleo de cravo-da-índia é indicado para unhas fracas, combater micoses de unha e frieira.

Para fazê-lo, misture 30 gramas de cravo-da-índia com 200 ml de óleo de oliva ou girassol e cozinhe em banho-maria por uma hora. Deixe esfriar, coe e guarde em um vidro limpo e seco.

Basta aplicar um pouco dele nas regiões afetadas. E finalmente o extrato de cravo-da-índia acaba com fungos e traças. Dissolvido em álcool ou água, pode ser usado como aromatizante ambiental.

Misturado com água, funciona como antisséptico bucal. Uma colher de chá do extrato em um copo de água serve para coceira nos órgãos genitais e nos casos de candidíase genital.

Basta enxaguar o local duas vezes ao dia, pela manhã e antes de dormir. O extrato puro serve também para coceiras em geral e picadas de inseto.

Para fazer o extrato, coloque em um vidro escuro 100 gramas de cravo-da-índia e um litro de cachaça. Misture e deixe guardado por no mínimo dois meses. Está pronto para uso quando o líquido fica marrom.

Importante: o cravo-da-índia é contraindicado a mulheres grávidas ou em fase de lactação, além de crianças menores de 6 anos e pacientes com problemas gastrointestinais e doenças neurológicas.